18 fev

Vamos dourar os pelos?

E ai, meninas lindas do meu Brasil varonil, quer disfarçar os pelos, mas não está a fim de se depilar com cera? Vou te mandar uma dica bem legal: Descoloração!

destaque-279422-d

A descoloração é indolor, mas por ser um procedimento químico, pode acabar causando alergias, coceiras e irritações. Para que tudo sai conforme você deseja, proteja-se antes da mistura e hidrate-se depois.

Não pense que é só preparar uma mistura com água oxigenada e o pó descolorante.

Vamos ao passo a passo para fazer o banho de lua em casa sem riscos?

– Use um sabonete liquido, para que o seu corpo fique limpo, para receber a química;

– Faça uma esfoliação na pele fazendo movimentos anti-horarios – ajuda a ativar a circulação e é na esfoliação que eliminamos as células mortas. Uma receita que gosto bastante é misturar duas colheres de sopa de mel, quatro colheres de aveia em pó e duas colheres de óleo vegetal.

– Para evitar a  coceirinha chata causada pelo pó descolorante, aplique no corpo uma camada fina de vaselina líquida ou óleo de amêndoas.

– Antes de aplicar a mistura do pó descolorante com a água oxigenada, aconselho fazer o teste para verificar se você tem algum tipo de alergia, basta aplicar a mistura em uma pequena área de seu corpo e esperar 24 horas para verificar se não há qualquer reação.

– A mistura é feita por água oxigenada de 30 volumes e um pacote de pó descolorante da marca de sua preferência.

Atenção: Nada de usar qualquer material de alumínio, pois essa substância reage com a água oxigenada.

– Aplique a mistura com um pincel daqueles usados para tingir o cabelo. Pode ser aplicado também com as mãos, mas não se esqueça de usar uma luva descartável.

– Se desejar uma rapidez na ação do produto, pode enrolar a área aplicada com um plástico filme ( usado para conservar alimentos)

– Agora é só aguardar de 15 a 20 minutos e depois é só  tomando um bom banho.

– Lave e passe o sabonete na área que foi aplicada, para que retire qualquer resíduo da mistura.

– Finalize com um hidratante da sua preferência.

Existem profissionais de estética que também realizam o banho de lua e muitas vezes, o serviço é agregado com a técnica de relaxamento. Dura aproximadamente 1 h e custa uma média de R$100,00( cem reais).

Atenção: Por utilizar produtos são abrasivos; não aplique em regiões com mucosas, buço ou as partes íntimas, não aspire, não aplique a mistura em caso de gravidez, cuidado com boca, nariz , olhos e não deve tomar banho de piscina no mesmo  dia da aplicação ( costumo indicar uma pausa de três dias)

Agora é só cantar no chuveiro:

Sob um banho de lua, numa noite de esplendor
Sinto a força da magia, da magia do amor
É tão bom sonhar contigo, oh ! Luar tão cândido…♪

 

13 jan

Depilação no verão está liberada?

verao

Olá, minhas meninas!

Muitas clientes me perguntam: é possível fazer depilação a cera no verão?

– Claroooooooooo…

É preciso tomar alguns cuidados com a depilação no verão. Você pode continuar com sua depilação com cera sim, porém existem algumas regrinhas a serem seguidas – sobretudo quando falamos de exposição solar, piscina e água do mar.

Planeje tudo com a sua depiladora: Três dias antes de se expor ao sol faça a depilação, evite usar calças jeans após a depilação, faça uma esfoliação na sua pele antes de depilar (Nunca logo após a depilação), preserve um espaço de três a quatro dias para a próxima esfoliação, use protetor solar, hidrate bastante a pele. Nas minhas clientes, eu costumo fazer a esfoliação no mesmo dia da depilação ( Isso facilita a retirada dos pelos), aplico uma argila, hidrato e passo um protetor solar sempre.

Sabemos que o sol é um grande aliado a nossa saúde, mas tem horários apropriados e é preciso respeita-los. Os raios UVB e UVA podem causar manchas profundas e irritações na pele.  Algumas mulheres evitam se depilar nesse período e optam pelo banho de lua, e se essa for a sua opção, melhor será buscar uma ajuda de profissionais. Nada de fazer em casa viu meninas?

Este é um dos truques  mais comuns  nesse período.  Porém nem tudo é perfeito e como em qualquer situação em que usamos produtos químicos, podem ocorrer  alergias, manchas na pele, coceiras e etc…Já existem kit prontos, que são vendidos em farmácias, mas é preciso ler cuidadosamente o modo de aplicar e nunca esquecer de lavar o local com bastante água após a aplicação. Você evita estragar o seu verão e levar de presente manchas na pele  que são complicadas de serem eliminadas.

No mais, fica um aviso: ‘ Segue o fluxo e qualquer dúvida, me procure!”

26 dez

Quais são os riscos de reaproveitar a cera de depilação?

E ai, minhas meninas e meninos, tudo bem?

       

Depois de algumas ausências no blog, volto para falar sobre ceras recicladas. Esse assunto sempre entra em pauta, nas minhas aulas. É preciso lembrar que apesar da alta temperatura, a cera reaquecida, mesmo que muitas vezes, não elimina o risco de uma contaminação através de vírus, bactérias e fungos. O vírus HPV; doenças causadas por fungos e bactérias podem ser transmitidas se houver a reutilização da cera.


Não tenho como ensinar, um método para identificar uma cera reutilizada, mas existem alguns itens básicos que devem ser observados: Verifique se a sua depiladora, usa máscara, luvas, touca e jaleco.

Observe se existe no ambiente algum equipamento de esterilização, se a termocera está limpa ou mantem uma aparência de cera velha pelas bordas. (Veja foto )

Para os profissionais da área, é bom que se saiba que nada de jeitinho brasileiro, nada de abrir exceções, você não pode e nem deve colocar a saúde do seu cliente em risco. Descartar a cera é pré-requisito no processo de depilação

O HPV (papilomavírus humano), um vírus responsável por 70% dos casos de câncer de colo de útero, é altamente contagiosos , super resistente e é uma das doença mais perigosa e complicada de ser tratada .

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), 290 milhões de mulheres no mundo são portadoras do HPV, cerca de 270 mil morrem por ano devido ao câncer do colo do útero. No Brasil, o Inca (Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva) estimou o surgimento de 15 mil novos casos da doença.

Observando esse  cenário, o Ministério da Saúde realiza campanha anual de vacinação contra o vírus. Até o início de dezembro, 5 milhões de meninas com idades entre 11 e 13 anos foram imunizadas; a partir de 2015, as pequenas de 9 a 11 serão vacinadas.
Como minimizar os riscos
Clínicas de depilação do Rio de Janeiro e de São Paulo têm oferecido às clientes a opção de levar para casa a cera usada durante as sessões, como uma forma de as mulheres terem certeza de que esse material não será reutilizado em outra pessoa e possa causar alguma contaminação.
A única opção é nunca usar cera reaproveitada. É preciso estar sempre atenta e procurar um profissional de confiança, pois em sala de aula, sempre ouço relatos de que em  alguns salões, a cera é reaquecida e passada em uma espécie de peneira para retirar algum resquício de pelo e parecer novinha. Como dizem os escoteiros: “Sempre alerta!”
7 ago

Entrevista no Jornal Nacional

06/08/2014 21h21 – Atualizado em 06/08/2014 21h33

Terceira maior preocupação dos brasileiros é ficar sem trabalho

Segundo uma pesquisa do Instituto Datafolha, ficar sem trabalho é a terceira maior preocupação dos brasileiros.

Segundo uma pesquisa do Instituto Datafolha, ficar sem trabalho é a terceira maior preocupação dos brasileiros. E isso apesar de as taxas de desemprego estarem num nível historicamente baixo, no país.
No Nordeste, está o maior número de brasileiros que temem o desemprego, 16%. Nas regiões Norte e Centro-Oeste são 14%. No Sudeste, 11% e no Sul, está o menor número, 8%. Vagas existem. Achar, você acha.
“Tem em todo lugar. Você vê, no jornal, contratando 70, 100 pedreiros. Mas, infelizmente, o salário não atende ao que você quer”, lamenta o pedreiro João Couto Jr.
O número de vagas com carteira assinada quase dobrou em dez anos. Mais gente teve oportunidade de trabalho com direitos garantidos.
“Quando as pessoas dizem que têm medo do desemprego, elas querem dizer não só de ficar sem trabalho, mas de ficar sem o trabalho com carteira”, explica o economista da USP Helio Zylberstein.
A concorrência é grande. Mas fila de dobrar quarteirão não é mais para emprego, é para contracheque bom.
“Rapaz, não é tão difícil encontrar vaga, é difícil encontrar pessoas que queiram pagar honestamente”, afirma o pedreiro Genivaldo da Conceição.
E dentre todos os trabalhadores, são os jovens os que mais se preocupam com a qualidade do emprego.
“Existem ofertas de emprego, mas a carência é muito grande de um pessoal capacitado para isso. E o jovem é o principal afetado porque ele vem de uma situação de que ele não tem experiência”, conta a coordenadora de treinamento e seleção Edialeda Bergmann.
Onde há chance de contração, os salários não são nenhuma maravilha.
“Os empregos têm crescido mais nos setores que oferecem empregos não tão bons, vagas não tão boas: o pequeno comércio, o setor de serviços”, diz Hélio Zylberstein.
Em 2002, 21,8% dos trabalhadores ganhavam mais de cinco salários mínimos. Dez anos depois, em 2012, apenas 12,8% ganhavam mais de cinco salários mínimos. Essa queda pode ser explicada em parte pela valorização do salário mínimo no mesmo período, mais de 200%.
“A saída é se capacitar. O jovem tem de entender que ele precisa se preparar para competir nesse mercado”, defende o economista Hélio Zylberstein.
Nicholas já entendeu muito bem.
“A gente está tentando ser profissionais de excelência. O mercado de trabalho não quer mais um. Ele quer excelência”, conta o estudante Nicholas Vieira de Castro.
Assim que terminou o Ensino Médio, numa escola pública da periferia de Brasília, descobriu um curso gratuito de auxiliar administrativo. Batalhou uma bolsa e já está fazendo as malas para estudar inglês nos Estados Unidos.
“Eu não sonho assim com algo grande. Eu sonho com algo que faça diferença”, afirma Nicholas.
Jean também vem de família pobre. Mas sempre achou que havia uma saída contra o desemprego.
“Eu sempre tive o pensamento de ser diferente. Por exemplo: na minha família, acho que não tem ninguém que tenha chegado à 5ª série, por exemplo”, diz a auxiliar de Recursos Humanos Jean Barbosa de Freitas.
Ele, ao contrário, chegou à faculdade. Entrou numa grande empresa de Brasília como jovem aprendiz, programa criado em 2000 e regulamentado em 2005, e acha que foi contratado por causa de uma ideia fixa.
“Fazer as coisas bem feitas, com rapidez, com qualidade e sempre tentar ser uma referência onde eu estiver. É assim que eu penso”, conta Jean.
Existe uma parcela da juventude brasileira que os especialistas chamam de geração “Nem Nem”: jovens que nem estudam, nem trabalham. Acontece que isso nem sempre é uma escolha, ou resultado de desinteresse, ou falta de compromisso. Às vezes uma realidade muito dura ajuda a explicar essa situação.
Num dos becos do Morro dos Alagoanos, no centro de Vitória, um rapaz passa seus dias num cômodo escuro.
“Não tem televisão, não tem nada, só essa geladeira mesmo, minha cama normal. Eu fico deitado, nessa minha cama, ouvindo uma musiquinha num rádio pequeno”, diz o desempregado Warlley Sacramento Pires.
E nem tem tanto tempo que ele fazia um bico aqui outro ali.
“Como eu sou um rapaz novo, né? E como a gente é de família pobre, eu tive que procurar meter a cara no trabalho e esquecer um pouco da escola”, explica.
Mas agora, sem estudo – e com uma carteira vazia que ninguém quer assinar – Warlley vive a tragédia de jogar a toalha aos 19 anos.
“Me deixou triste, me abateu tanto que eu perdi essa mente, o baixo astral, no caso, realmente desceu”, afirma Warlley.
Em Salvador, um remédio contra a desesperança. Quem vê Cláudia dando aula de depilação, não imagina o que ela viveu na época do desemprego.
“Aquele princípio de depressão. Aquela coisa: pra onde eu vou? Então eu fiz um pouquinho de tudo, trabalhei com artesanato, com alimentação”, diz a depiladora Cláudia Pereira.
Aos 40 anos voltou a estudar. Se capacitou, virou professora de curso técnico. E não parou mais.
“Minha vida mudou tanto que eu voltei para a faculdade”, conta Cláudia.
Daiane já tinha faculdade. Estava empregada. Mas, por opção, resolveu parar.
“Primeiro eu almejava trabalhar pra mim, não queria mais trabalhar com carteira assinada. E segundo porque eu tinha a meta pessoal de ter um filho”, afirma a administradora Daiane do Nascimento Silva.
Emily é o orgulho de Daiane e do marido. Mas, para voltar ao mercado, não há outro jeito. Daiane tem de se atualizar.
Jornal Nacional: Ele segura as pontas enquanto você vem fazer o curso?
Daiane: Sim, no dia do curso ele chega mais cedo do trabalho, que ele também trabalha com ele, e aí ele fica com ela.
De que outra forma se pode competir?
“Você inicia com um curso que você começa de capacitação e sempre você tem que estar se atualizando, porque a área de beleza, se duvidar, está lançando mais produtos do que até a área médica”, explica a empresária Carolina Ribeiro.
O sonho de Yasmim é ser a rainha dos salões de beleza. Alcançar a fama cortando cabelo.
“Eu falava pra minha mãe direto, que ela vai me ver ainda, e já está aqui, vai me ver ainda dando entrevista!”, diz a estudante Yasmin França.
O caminho? Turbinar o currículo para fazer a diferença.
“Aonde você chega existe um milhão de pessoas. Mas se você fizer diferente desse um milhão de pessoas você vai conseguir e vai alcançar o sucesso, que é o que eu quero”, afirma Yasmin.
A série de reportagens que o Jornal Nacional tem apresentado com base nessa pesquisa do Datafolha sobre as maiores preocupações dos brasileiros pode ajudar os eleitores a analisar as propostas dos candidatos a governador e a presidente.  A propaganda eleitoral começa no dia 19.
10 jun

Vamos aprimorar os conhecimentos?

Garanta sua vaga e faça já a sua inscrição!
Corre que tá acabando o dia da pré matrícula!
Venha aprender mais sobre truques na maquiagem e designer de sobrancelhas! 

Vagas limitadas! 

O curso será ministrado na Avenida Tancredo Neves, 969, Ed. Metropolitan Center. Entre em contato conosco e garanta sua vaga. Com certificado de participação!

A BELLADONNA / Coordenação do Workshop de Maquiagem e Designer de Sobrancelhas se reserva o direito de alterar a data de início da turma, caso o número de no mínimo 20 participantes não seja atingido.
Clique aqui e faça sua inscrição

27 mai

Workshop Jacobina

Workshop realizado dia 26/05/2014 em Jacobina-Ba, foi em clima de descontração e conhecimento em Banho de noiva, clareamento, Barba americana e Depilação artística. Apesar de alguns contratempos, tudo foi preparado com muito carinho e comprometimento. Agradeço os modelos que se dispuseram a nos ajudar nos momentos das praticas, a todos os participantes e colaboradores. Quero estar voltando a Jacobina muito em breve!
 
19 mai

Existe sim! Cera Depilatória Hidrossolúvel Maracujá – Tutti Depil

Cera Depilatória Hidrossolúvel Maracujá – Tutti Depil

O maracujá é considerado um calmante natural e rico em vitamina A. Sua fórmula exclusiva proporciona maciez, além de acalmar e renovar a pele. A Cera Depilatória Morna Hidrossolúvel de Maracujá é um produto 100% natural e totalmente removível com água. Com maior aderência aos pelos, resulta em uma depilação com mais rendimento e um resultado final perfeito. Ideal para ser aquecida em termocera, micro-ondas ou banho-maria.

Dicas da Pró: Você pode estar envolvendo o pote, sem tampa, em papel de alumínio e colocar na termocera ( ligue normalmente)
Aplique a cera sobre a pele na posição do crescimento dos pelos, com o auxilio de uma espátula ( Ela deve ficar na posição da foto e em camadas finas). Depois é só colocar a tira de TNT(Falso tecido) sobre a cera e puxar na posição contraria ao crescimento dos pelos. 

19 mai

Como usar a termocera?





Modo de usar a termocera.

1º Passo: Primeira vez que ligar a TERMOCERA :

Antes de ligar a TERMOCERA, na tomada, verifique a posição da chave de voltagem e escolha aquela que convém (110 ou 220 volts).

1º Passo:

Coloque o refil ou o plástico protetor de termocera da Tutti Depil, coloque a cera e ajuste a temperatura na graduação máxima, chegando aproximadamente a 120º para acelerara liquefação do produto, até ficar parecida com um mel.

2º Passo:

Após obter o produto totalmente liquido regular a termocera para a segunda posição da chave, onde a temperatura deverá se manter  entre  70º e 75 ºc,  ideal para deixar na espera, ajuste a temperatura gradativamente até encontrar a temperatura ideal da cera. A cera depilatória deve ficar com uma temperatura amena (morna) e uma consistência cremosa,  nunca muito quente e líquida. Se perceber que está muito quente, volte para a 1º posição onde a temperatura deverá se manter entre 55 º a 60 º c ideal para uso – Não se esqueça de testar a temperatura da cera no pulso ou palma da mão, antes de aplicar no cliente, assim evitara queimaduras desagradáveis. 

15 abr

Depilpremium

Sou Depiladora e designer de sobrancelhas, atuo como instrutora e consultora na área, possuo experiência na formação de profissionais e no decorrer dos anos, muitos dos clientes do qual presto consultoria, vem se fidelizando, o que solidifica o relacionamento, e a confiança.
     Não me limito apenas à  prestar consultoria, pois meu comprometimento vai além; e me disponibilizo durante todo o processo, até que seja concluído
    Nesse mês de abril, prestei consultoria  a Depilpremium , que está estrategicamente localizada dentro de Alphaville, na Paralela. Um espaço seleto, onde cada detalhe da sede foi pensado para dar um maior conforto aos seus clientes. Os ambientes são decorados e harmonizados para dar o máximo de leveza às sessões.
   Aproveito para agradecer a confiança e oportunidade em treinar suas colaboradoras. Foi uma experiência única e inesquecível, que muito colaborou para meu aprendizado e crescimento pessoal e profissional. 
     Espero ter contribuído singelamente para o sucesso dessa empresa.